logo
Latest Posts
Top
Curaçao

Curaçao

A pequena ilha sabe se exibir e reúne predicativos charmosos, como suas emblemáticas casinhas coloridas, herdadas da colonização holandesa

Curaçao

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Depois que se conhece e se apaixona pelo azul caribenho fica difícil acreditar que alguma outra região terá uma beleza superior, afinal, aquele tom turquesa que invade o mar não seria igual em todas os destinos? Não, simplesmente cada uma tem a sua particularidade, capaz de conquistar novos e antigos turistas a todo o tempo. Curaçao, vizinha às estrelas Aruba Bonaire, não é diferente, e apesar de sua vizinhança ser aclamada mundo afora, a pequena ilha sabe se exibir e reúne predicativos charmosos, como suas emblemáticas casinhas coloridas, herdadas da colonização holandesa, e aquele mar inesquecível. Dona de uma infraestrutura mais rústica, e de certa forma, deserta – o que reserva sempre o clima de privacidade – Curaçao tem em sua capital, Willemstad, a área mais urbanizada, cercada de ruas de pedestres e contornada pelo oceano, como uma típica cidade portuária.

Amplamente movimentada durante a chegada dos grandes cruzeiros, a capital dividida entre as áreas de Punda Otrabanda, também é lugar para entretenimento, desde as inesgotáveis compras – valendo-se da vantagem de Curaçao ser uma área livre de impostos – até as melhores opções de restaurantes e de baladas tipicamente caribenhas. Antigamente a região mais pobre, Otrabanda se abre para a pluralidade de navios e turistas que desembarcam interessados em visitar os prédios de arquitetura holandesa restaurados, a praça La Brionplein e a Breedestraat, a principal rua de compras deste lado da cidade. A outra face – Punda – é considerada o coração de Curaçao, lugar para apreciar lojas e mais lojas de souvenires, joias, cosméticos e eletrônicos espalhadas por ruelas, entre terraços, restaurantes e cafés.

Dona de uma vibração particular, Punda orgulha-se dos artistas locais e convida para seus ateliês, em sua maioria, abrigados em Windstraat, também chamado de Art Valley. Fundada na metade do século 17, Punda é endereço para Sinagoga Mikvé Israel Emmanuel, considerada a mais antiga das Américas. Ainda pela capital, o ar histórico se completa com uma visitinha ao Maritime Museum, focado na evolução dos últimos 500 anos náuticos da ilha, e ao Curaçao Museum, que destaca o passado dos indígenas pré-colombianos. Muitos hotéis locais oferecem transfer gratuito para o hóspedes, contudo, pode-se considerar o aluguel de carro, scooter ou bicicleta para facilmente circular e chegar aos pequenos paraísos localizados neste trecho caribenho. A primeira parada pode ser a Playa Hundu Lost Anchor, distante cerca de 10 de minutos de carro de Soto, seguida da Playa Jeremi, que se orgulha de sua areia grossa e das pedras vulcânicas, mas também, do universo marinho que se esconde em seus corais.

Aliás, além do bronzeado e da contemplação do azul turquesa que domina o mar em todas as direções de Curaçao, a atividade mais corriqueira por aqui é o mergulho, e em locais como a Playa Kalki e o Seldom Reef, mergulhadores encontram um tesouro atrás do outro. Com snorkel ou cilindro, é possível observar o movimento de lagostas, moréias, variedade de peixes, recifes de corais e enguias. Praias particulares – que cobram a entrada dos turistas – são comuns por aqui, e entre elas o destaque fica por conta de Porto Mari, dona de uma grande faixa litorânea, e Cas Abao, que além do mar transparente e quente, inclui infraestrutura com bar, restaurantes e banheiros. Aclamada pela visibilidade durante o mergulho de snorkeling, a Playa Piskado é uma antiga praia de pescadores, recoberta de pequenas rochas e mar azul turquesa, e se a cor deste mar for algo que faça você superar todas as distâncias, encare 40 km até Kenepa Grandi, uma ilha dona de privacidade, tranquilidade e perfeições naturais. Através das operadoras locais, outros passeios bastante requisitados são os safáris que levam às montanhas do lado norte de Curaçao, as cavernas do deserto de Hato e as lagoas de sal presentes em St. Michiels.

Somada à beleza das praias, estão alguns hotéis e resorts fabulosos, em grande parte associados à International Gay and Lesbian Travel Association, que sabem transformar a estadia em uma experiência mágica, como é o caso do Sunscape, dono de piscinas maravilhosas que se misturam à beleza do mar, do Baoase Luxury Resort e o Floris Suite Hotel & Spa, que se distingue pelo clima mais intimista, além de opções gastronômicas charmosas, como o Pirate Bay Beach Restaurant, à beira da praia com sabores caribenhos. Para um happy hour entre amigos ou em casal, o Saint Tropez Ocean Club é uma sugestão sensacional, cercada de uma atmosfera aconchegante.

Tomar um drink enquanto acompanha o pôr do sol é algo bastante comum entre os beach clubs da ilha, e as opções são variadas, a exemplo do Madero Ocean Club, que trilha uma rota que reúne bar, restaurante, praia, piscina, lounge e um palco. Ou seja, a passagem por aqui só fica melhor. Outro lugar bastante agradável é o MooMba Beach Club, principalmente, nos festivais de churrasco e os shows de música ao vivo. Adorada por solteiros e casais em lua de mel, Curaçao agrada a todos os públicos justamente por seus detalhes únicos como as Landhuizen, as casas seculares erguidas em plantações e, até hoje, preservadas, e o papiamento, o singular dialeto creole que mistura português, espanhol e holandês.

css.php