logo
Latest Posts
Top
El Calafate e Ushuaia

El Calafate e Ushuaia

Para quem aprecia aventura e deseja viver bons momentos cercados por glaciares que deixam qualquer um de queixo caído

El Calafate e Ushuaia

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Uma experiência gelada, emocionante e inesquecível. Procurar adjetivos para qualificar a estadia em El Calafate será o maior desafio. Parte da província de Santa Cruz, na Argentina, esta pequena cidade é um destino certo para quem aprecia aventura e deseja viver bons momentos cercados por glaciares que deixam qualquer um de queixo caído. Ainda que o branco seja a cor predominante em todas as paisagens, você não se cansará de ver e fotografar este verdadeiro espetáculo da natureza. Apesar de ter gelo em grande parte de suas atrações, El Calafate é um lugar para ser visitado durante o verão, por alguns motivos importantes, como mais horas de luz de sol para aproveitar os passeios, um clima mais simpático para curtir uma região acostumada a uma temperatura média de sete graus e porque, basicamente, durante o inverno as atividades mais espetaculares não costumam funcionar. E chegar aqui e não visitar o Parque Nacional Los Glaciares não faz o menor sentido.

Distante cerca de 80 quilômetros do centro de El Calafate, o Los Glaciares é endereço para o Glaciar Perito Moreno, a mais extensa geleira do mundo, dona de nada menos do que 725 mil hectares. É impressionante o dinamismo destes blocos de gelo, que seguem em evolução, revelando tons de branco e azul até desembocarem no Lago Argentino. Para explorar este imenso campo gelado, existem cinco passarelas de metal e passeios bastante clássicos: os trekkings. Dividido nas modalidades Minitrekking e Big Ice, o trekking varia entre uma e três horas de caminhadas, e para compreender a grandiosidade de Perito Moreno é essencial sentir o gelo sob os pés e descobrir cavernas de gelo. Fundado em 1937, o Parque Nacional Los Glaciares é um Patrimônio da Humanidade tombado pela Unesco, e ainda acomoda os glaciares UpsalaO’nelli Spegazzinni tornando o espetáculo da visita algo inesquecível. Se você for o tipo aventureiro embarque na Upsala Kayak Experience e, a bordo de um caiaque, reme para ver de perto os blocos de gelo desprendidos do Upsala.

É preciso ter muita sorte, mas durante os chamados Safáris Náuticos pelo Braço Rico do Lago Argentino, podem ser conferidos os espetaculares desprendimentos glaciares. Distante do universo gelado, as opções são o centro de El Calafate – bem tímido, mas com os melhores restaurantes, agências de receptivo, hotéis e as lojinhas de souvenires – e o Balcón de El Calafate, que consiste em um passeio panorâmico de três horas para conferir as formações rochosas daqui. Contudo, voltar ao gelo parecerá a decisão mais acertada, e para complementar essa aventura, não hesite em embarcar num voo de 1h20 em direção à Ushuaia, no arquipélago da Terra do Fogo. Você já ouviu que Ushuaia é a cidade mais austral do mundo, porém, chegando por lá saberá que o título pertence à Puerto Williams, ali do lado no Chile, mas isto está longe de tirar o tempero deste destino.

O verão também é a melhor época para se estar aqui. No inverno, Ushuaia é indicada apenas para quem deseja esquiar ou praticar sowboard no Cerro Castor, já que é certa a presença de neve em excelente altura. As temperaturas mais quentes favorecem justamente os principais moradores daqui: os pinguins e os lobos marinhos. No passeio em direção à Ilha Martillo, são eles – os pinguins de Magalhães, Papúa e Pinguim-Rei – que dão as boas-vindas aos novos visitantes, e vê-los agindo naturalmente com a presença humana é algo divino. Anualmente a ilha chega a contar com mais de 20 mil pinguins. A parada aqui se completa com o Museu Acatushún que enfatiza a história das espécies mamíferas da Terra do Fogo. Para avistar os lobos marinhos, o mais indicado é navegar pelo Canal de Beagle em catamarãs ou iates, e ali se encantar com o Farol Les Eclaireurs e com a possibilidade de caminhar em ilhotas dispostas neste trecho.

Distante apenas 12 quilômetros do centro de Ushuaia está o Parque Nacional Tierra del Fuego, que se tornou um símbolo local, e que margeia o Canal de Beagle. No parque coberto de bosques fascinantes, o viajante participa de experiências diferentes, como postar um cartão-postal da agência mais austral do planeta, e partir numa jornada com o Trem do Fim do Mundo. No interior do parque, um ônibus conduz às atrações mais queridas, como a Enseada Zaratiegue, a Baía Lapataia e o Lago Roca. Fora do parque, o roteiro fica redondo com trekking em direção ao Glaciar Martial, visível o ano inteiro ainda que coberto com uma mistura de neve e vegetação. Antes de dizer tchau à Ushuaia, não esqueça de participar de uma tradição local: comer centolla, o caranguejo gigante encontrado na Terra do Fogo.

css.php