logo
Latest Posts
Top
Escócia

Escócia

A Escócia é aquele que país que carrega tradição em suas raízes, e estabilidade em seu presente, o que dá ao seu cotidiano a qualidade de edifícios erigidos séculos atrás

Escócia

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Escócia é aquele que país que carrega tradição em suas raízes, e estabilidade em seu presente, o que dá ao seu cotidiano a qualidade de edifícios erigidos séculos atrás mesclados com uma economia bem sustentada, brindada com alguns dos melhores exemplares de uísque. Na caminhada por estes arredores, de onde surgem alamedas cobertas de paralelepípedos, a primeira parada acontece com requinte em Edimburgo, a capital e mais famosa cidade escocesa, onde as grandes descobertas residem no entorno da Cidade Velha (Old Town), que, não por acaso, exala aquele charme de antigamente. Por aqui, além da arquitetura de estilo neoclássico, é possível admirar o emblemático Castelo de Edimburgo, construído no topo de um extinto vulcão. O castelo é especial para escoceses e visitantes em virtude de sua posição real, mas também, por abrigar as joias da Coroa Escocesa, os canhões Mons Meg e One O’Clock, e a Pedra do Destino.

Na posição de capital, a cidade certamente concentra todos os predicativos típicos, a exemplo de museus, galerias, bares, hotéis cinco estrelas e restaurantes incríveis com estrelas Michelin. Aliás, Edimburgo comanda a cena gastronômica premiada do Reino Unido, atrás somente de Londres. Portanto, comer bem é fácil, e descobrir a origem das matérias- primas também, basta dar um pulinho no Mercado de Agricultores e conhecer alguns dos 55 produtores que levam vegetais orgânicos, carnes e tortas artesanais de lamber os dedos. Servir-se da melhor bebida local – o uísque – é daquelas tradições clichês, contudo, participar do tour Scotch Whisky Experience que inclui conhecer o processo de fabricação, visitar uma das maiores coleções privadas da bebida e, claro, degusta-lo, é prazer puro. Para os mais fortes e aventureiros, a sugestão é se permitir uma excursão pelo festival de uísque Spirit of Speyside, que acontece no mês de maio, na proximidade do rio Spey, e que convida para um tour por 13 das mais importantes destilarias do país.

Para além da capital, são várias as pequenas cidades com charme de gente grande. Entre elas, Glasgow, que está a uma hora de distância e carrega o traço de berço fino de arte, endereço para nada menos do que 20 museus e galerias, como o Riverside Museum, a Burrell Collection e o Kelvingrove Museum and Art Gallery. Não muito distante desse burburinho está o King Tut’s Wah Wah Hut. O nome difícil destoa da atmosfera fácil de gostar, e quem vem para cá aproveita uma noite regada à música ao vivo, pertinho do palco onde a banda Oasis foi descoberta em 1993. Mas se preferir uma caminhada por outra Meca da cultura, não hesite em investir tempo no The Lighthouse, centro nacional de arquitetura e design escoceses, onde é possível aprender bastante sobre o trabalho do arquiteto Charles Rennie Mackintosh.

A pouco mais de um hora da capital está St. Andrews, que teria sido pano de fundo para o romance entre o Príncipe William e Kate Midleton, porém, maior do que isso é sua fama de lar do golfe, com inúmeras opções de campos de prestígio internacional. Para os não adeptos de esporte há restaurantes, lojas exclusivas e antiquários. Em Aberdeen, o viajante perpassa as diferentes essências escocesas, com ótimas referências de destilarias em Aberdeenshire ou então, alguns de seus 50 campos de golfe, caso do Royal Aberdeen e do Murcar Links. Para tornar tudo melhor, há praias de areias brancas e restaurantes com frutos do mar para lá de frescos.

A fim de que este seja o melhor tour escocês de que se tem notícia, a viagem não pode ser encerrada sem que antes os seus olhos sejam cúmplices das áreas montanhosas que competem às Highlands – as Terras Altas Escocesas, abrigadas no norte do país. A porta de entrada é Inverness, que revela a face histórica da região, ao acolher a Catedral de Santo André e Castelo de Inverness, além da beleza delicada do Rio Ness. Antigo palco de batalhas, a cidade se distingue por sua deliciosa culinária que pode ser degustada no Mercado Vitoriano. No melhor estilo bucólico não será incomum observar animais no pasto, flores balançando de um lado para o outro e imensos campos verdes. Entre um vale e outro surgem cadeias montanhosas como Cairngorms, o lago Loch Lomond e as árvores do vale de Trossachs. Ainda que a beleza natural seja um dos detalhes mais marcantes daqui, nada como a experiência dos Highland Games, jogos nascidos para celebrar a cultura escocesa, quando homens vestem kilts para arremessar troncos, lançar de martelos e praticar cabo de guerra. O mais popular deles – o The Gathering Highland – acontece no primeiro sábado de setembro, aliando música, comida e apresentações de gaita.

css.php