logo
Latest Posts
Top
Image Alt

MHTour

Para além das fronteiras do resort, operadoras oferecem passeios completos, como é o caso da excursão em direção à Blue Lagoon

Rangiroa: a nova definição de luxo

A Polinésia Francesa reside como destino de requinte desde sua abertura ao mercado turístico mundial por meio dos celebrados, e naturalmente espetaculares, Taiti e Bora Bora. A cor azul turquesa inconfundível de suas águas transformou-se em uma obsessão para os viajantes em lua de mel que buscavam os paraísos perdidos na Terra. Hoje, o destino segue se reinventando através de seus predicativos naturais, contudo, abre oportunidades para que as vizinhas Rangiroa e Moorea alcancem um lugar de destaque – e definitivo – na lista de desejos de turistas do mundo.

Seguindo a tradição, ambas as ilhas são de beleza impressionante, e se apoiam em infraestrutura sofisticada para atender clientes cinco estrelas, o que resulta em resorts de bandeiras internacionais, gastronomia franco-polinésia, esportes náuticos e atendimento personalizado. Em Rangiroa, – acessível a partir do Taiti num voo de 1 hora – o Hotel Kia Ora Resort & Spa sintetiza o glamour na arte de hospedar com opções de bangalôs sobre a água, e amplas suítes com piscinas privativas. No interior das suítes há estrutura requintada de cama king size e lavabo integrado, contudo, na área externa, uma banheira ao ar livre, um deck e árvores de gardênia (tiaré) – a flor símbolo da Polinésia – completam o charme da estadia. No restaurante, camarões empanados com molho agridoce e o sorvete de mel artesanal inspiram – e conquistam – o paladar.

Para além das fronteiras do resort, operadoras oferecem passeios completos, como é o caso da excursão em direção à Blue Lagoon, uma espécie de perfeição natural que mescla as tradicionais águas azul turquesa com a excelência da vida marinha. Em pouco mais de uma hora de barco, os turistas são levados ao encontro de tubarões tigre e golfinhos, até desembocarem em um motu – pequeno banco de areia coberto pela vegetação local – onde acontece um piquenique à moda polinésia: alimentos frescos, frutas e a paisagem arrebatadora do Pacífico. Rangiroa se tornou um paraíso para os mergulhadores profissionais, no entanto, na temporada de julho a outubro, Moorea é irresistível para quem sonha com a chance de nadar ao lado de baleias jubarte.

Acessível via Ferry Boat – num trecho de aproximadamente 25 minutos -, a pequena Moorea guarda o clima despojado comum entre as ilhas, mas com seu layout rodeado por montanhas reserva experiências irretocáveis, como o passeio realizado pela The Temoana que também desemboca num motu. A recepção dos turistas que chegam para o almoço é feita com drinks tropicais, e a refeição à base de lagostas assadas ali no motu é servida numa mesa elegantemente posicionada dentro das águas cristalinas. Entre uma garfada e outra, há espaço para admirar o ir e vir de peixinhos e arraias que nadam livremente por entre os turistas. Cercado de silêncio e encantos naturais, o momento tem contornos sublimes.

Post a Comment

css.php